Segurança sanitária é reforçada durante a Copa; saiba mais

By 13 de junho de 2014Artigo

 

O Brasil está sob o foco de atenção de milhões de espectadores do mundo inteiro, ávidos por futebol. Ao sediar a Copa do Mundo, além dos torcedores que acompanham os jogos pela televisão e internet, muitos turistas aproveitam o torneio para visitar o País sede. E, com isso, recebemos a visita de milhares de viajantes que chegam ao Brasil para acompanhar os jogos e conhecer a cultura local.

E como em todo aparato turístico, hotéis, bares e restaurantes são os principais locais procurados pelos visitantes. São nesses locais onde se hospedarão, farão as refeições e se entreterão. Por isso, nada mais essencial do que garantir a segurança sanitária para todos os torcedores, independentemente da nacionalidade.

A Anvisa já iniciou as medidas para garantir a segurança sanitária, começando por um seminário no início do ano, no qual as 12 cidades-sedes passaram por capacitação sobre alimentação e atendimento médico aos participantes do evento.

Depois disso, houve a categorização dos restaurantes, indicando com a nota A aqueles que possuem melhor qualidade no serviço prestado. “Esta classificação, além de incentivar a melhoria nos níveis de qualidade nos estabelecimentos, também serve como forma de reconhecimento para aqueles que já se preocupam com a excelência dos produtos servidos”, aponta o diretor da Qualisan, Daniel F. S. Campos.

Somado a esta ação, a Anvisa elaborou um Plano em conjunto com as vigilâncias sanitárias dos estados e municípios para integrar ações de monitoramento de produtos e serviços, orientação à população e checagem de entrada de produtos e viajantes no País. “Tal medida visa impedir a proliferação de vírus e bactérias novas no Brasil, que podem ser trazidas involuntariamente pelos turistas”, destaca Campos.

A Qualisan apoia todas as ações de segurança sanitária, sejam elas destinadas aos torcedores da Copa ou não. É claro que, em ritmo de festa, esses cuidados precisam ser aumentados para que as comemorações não sejam prejudicadas.

Leave a Reply